6 dicas para evitar problemas com o seu carro

Antigamente era comum ver os pais ensinando os filhos realizarem algum tipo de manutenção no veículo, para as mulheres algo um pouco mais distante.

O fato é que os tempos mudaram, os carros mudaram e o mundo da mecânica mudou.

A tecnologia inovou muitas questões, a vida está mais corrida, nem todos os homens entendem de carros, muitas mulheres se formam mecânicas. Bem, tem também os novatos e também as pessoas que nem sequer imaginam o que fazer quando algum problema surgir. Contudo, vale a pena cuidar do seu carro e prestar atenção a alguns detalhes para evitar o pior e economizar custos.

Preparamos uma lista de coisas legais para você ficar atento:

1- Pé na embreagem

A gente até aprende na autoescola a não ficar com o pé na embreagem, mas a pressa do dia a dia faz essa dica ir para o ralo, então evite apoiar o pé na embreagem e até aquela pisadinha de leve pois esse hábito de ficar com o pé na embreagem e o freio engatado para sair quando o semáforo ficar verde, desgasta muito mais rápido o disco e também pode gerar folga em peças do motor, que por fim pode levar a efetuar a troca do sistema inteiro e isso significa gastos altos, além de ficar uns dias sem o veículo.

Embreagem com o pedal mais duro, carro trepidando na troca de marchas e carro patinando na hora de arrancar, não respondendo de pronto ao comando, podem indicar problemas na embreagem, não significa que sejam, então, leve em um mecânico de confiança por via das dúvidas.

2- Qualidade dos pneus

Circular com o pneu murcho, além de prejudicar o carro de diversas formas, é perigoso e consome maior quantidade de combustível. Calibre pelo menos a cada 15 dias conforme indicação no manual do seu veículo em específico, verifique o alinhamento e balanceamento das rodas, faça o rodízio dos pneus pelo menos a cada 9 a 10 mil quilômetros rodados e não dirija com os pneus carecas, os pneus quando novos possuem sulcos, são como marcas profundas (aquelas linhas centrais mais fundas da roda), ao desgastar se tornam lisos, isso representa riscos, dependendo do tempo e da velocidade podem gerar acidentes. A troca de pneus é correta a ser feita no máximo até 6 anos de uso. Um paquímetro pode inspecionar com maior precisão. Aliás pneu possui data de validade, sabia?

3- Sistema lubrificado

Peças lubrificadas, blocos do motor, pistões e engrenagens garantem o bom funcionamento do seu carrinho.

O sistema de lubrificação é composto pelo cárter do óleo, pescador, filtro e válvula de captação. Esse sistema mantém a lubrificação do carro e como se renova o ciclo, ou seja se recicla, hoje em dia existem scanners que ajudam a verificar se o sistema de lubrificação está funcionando corretamente ou se a necessidade de troca total. Consumo excessivo de combustível, de óleo, algum vazamento, desgaste de peças, formação de borras e variação na pressão do óleo podem significar algum problema a ser verificado nesse sistema.

4- Fluído dos freios

Diferente do óleo do motor que às vezes você só completa, o fluído dos freios além de ter validade que varia entre 10 mil quilômetros a dois anos de acordo com cada fabricante de automóveis, precisa ser trocado completamente para não prejudicar todo o sistema, existem diferente tipos de fluídos de freios, portanto é algo a manter a atenção. Não espere a luz no painel acender indicando níveis baixos pois com o tempo isso pode levar a necessidade de mais gastos trocando o sistema inteiro, além do mais, problemas com frenagem é algo grave e põe vidas em risco.

5- Preserve a bateria

Dar partida no carro exige bastante da bateria, então prefira realizar esse procedimento com faróis, ar condicionado, o som e qualquer outro item que consuma bateria desligados, isso preserva e prolonga a vida da mesma.

6- Motor queimando

O carro possui um sistema de resfriamento, isso porque o motor do veículo precisa funcionar em temperatura ideal (geralmente abaixo de 90°), para evitar algum problema a respeito, é preciso estar sempre de olho no radiador. O radiador é responsável pela troca de calor entre o ar e líquidos presentes em um sistema fechado, esse sistema de refrigeração precisa estar sempre limpo, com o nível líquido correto e preenchido. A maioria dos veículos possuem o sistema de arrefecimento à base de líquidos, então outros componentes como mangueira e ventoinha também devem estar limpos, sem entupimentos ou furos, evitando vazamentos que podem levar ao superaquecimento do motor.

Terminamos ressaltando que vale a muito a pena ler o manual do veículo, pois atenção aos muitos detalhes do seu carro, leva a conhecer mais soluções, poupando muitos problemas e dissabores. Aprender sobre o significado de cada símbolo do painel também previne problemas. Hoje em dia os manuais possuem uma linguagem muito mais clara e simples, que ajuda a resolver pequenos incidentes que possam surgir, além do mais, o carro é a tecnologia mecânica e elétrica sobre rodas.

Procure estar com seu carro completo, leve sempre ferramentas importantes, step dentro da validade, sinalizadores de segurança e não esqueça de ter à mão o telefone de serviços importantes, principalmente se for viajar.

About the Author

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *